É coisa de menina e de menino, a história do Don

Don, um menino de quatro anos, tinha um cabelo comprido, gostava de brincar com um fogão, e sofria com as brincadeiras dos amiguinhos que o chamavam de menina. Depois de ficar triste por causa disso ele mesmo resolveu cortar o cabelo. Após a situação, a mãe dele resolveu contar toda a história através de um video:

O vídeo, tem mais de meio milhão de visualizações nesta página e mais de um milhão e trezentas em outra página.

Os pais do Don são a conselheira tutelar Iara Cordeiro e o cozinheiro Pedro Henrichs, este é o que inspira as brincadeiras da criança. A família quer que o filho não ache que as coisas são classificadas conforme gênero. O casal diz conversar muito com a criança e ensinar que menina pode usar azul, assim como menino, rosa e que todos são responsáveis pela tarefa da casa ou que homens podem cozinhar.

Eu cresci ajudando minha mãe a lavar roupa, lavar vasilhas, arrumar casa e fazendo comida, e isso não me fez mais homem ou menos homem, mas me ajudou a ver o mundo mais igualitário. Hoje, uma das primeiras coisas que faço ao acordar é ir para a cozinha arrumá-la para quando minha esposa for tomar seu café ou fazer o almoço, a cozinha estar arrumada. Só após a cozinha estar arrumada eu tomo meu café e me arrumo para ir para o trabalho.

Conforme dito em outro post, grandes cozinheiros são homens, e qual é o problema do homem ou menino cozinhar? Nenhum!

Sobre o cabelo grande ser de menina, tenho uns amigos “Headbanger’s” (roqueiros) cabeludos que podem provar que essa teoria está errada. Eu mesmo já tive o cabelo grande, aproximadamente no ombro, mas como não cuidava por desleixo, preferi cortar, e hoje quando eu olho que está começando a faltar telha no meu telhado, sinto falta do meu cabelo grande.

Peço a todos que chegaram até aqui que ainda tem preconceitos sobre um homem cozinhar ou ter cabelo grande,  favor, reveja seus conceitos, pois isso não é nem retrógrado pois na idade média era comum, e na época das cavernas deveria ser mais ainda.

Thiago Freitas é casado e pai do Thomas. Administrador concursado e trabalha junto a sua esposa como consultor na E-Champ Empreendimentos Digitais. Gosta de jogos de estratégia e RPG’s, sempre arruma um tempo para assistir filmes e séries, e curtir uma boa música. Como um homem moderno, além de trabalhar fora cuida de sua família com carinho e gosta de deixar a casa sempre arrumada e experimentar novas receitas na cozinha.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *